top of page

FGP nomeia os “Melhores do Ano” numa Gala dedicada à Ginástica

“A Ginástica é para todos”, foi este o lema escolhido para a Gala da Federação de Ginástica de Portugal (FGP) de 2023. O evento decorreu este domingo, no auditório do Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, em Santarém, e contou com mais de uma centena de membros da comunidade gímnica e ainda vários dirigentes e autarcas.



Esta é uma cerimónia que tem como missão reconhecer o mérito daqueles que contribuem diariamente para engrandecer a Ginástica tendo essencialmente por base os resultados desportivos obtidos no corrente ano. Por isso mesmo são distribuídos Prémios e Galardões com valores diferenciados, de acordo com os regulamentos da FGP, e entregues uma única vez a uma mesma pessoa.


A Gala teve início pelas 15:30 horas, contou com a apresentação de Margarida Estêvão e Joaquim Franco e ainda com as exibições das classes ACRO AAS, da Associação Académica de Santarém, Classe de Ginástica Artística Feminina da União Desportiva e Recreativa da Zona Alta, Classe de Competição de Ginástica Artística Masculina e Feminina do Clube de Ginástica de Torres Novas e ainda do ginasta Diogo Soares, do Clube União Artística Benaventense.


Quanto aos Galardões, os ginastas Beatriz Mota e Luís Ferreira (Ginástica Acrobática) foram os primeiros a ser reconhecidos com a Medalha de Dedicação. Mas como a Ginástica é de todos e para todos, e não apenas para os que a praticam, o prémio foi entregue ainda a Cristina Jerónimo, Paulo Barata e Mário Guimarães.



Seguiu-se a atribuição da Medalha de Bons Serviços aos ginastas de Trampolins Alexandra Garcia, Gabriel Albuquerque e Mariana Cascalheira. Na Ginástica Acrobática, o reconhecimento foi atribuído a Mónica Lima, Beatriz Carneiro, Yasmin Rodrigues, Eduarda Portela, Carolina Marques, Joana Pinto, Leonor Malho, Íris Fernandes, Sofia Lopes, Miguel Lopes, Gonçalo Parreira, Vicente Colaço, Gonçalo Sampaio, Nuno Santos e João Teles. O mesmo galardão foi ainda atribuído à juíza Daniela Marques, aos treinadores André Conceição e Mariana Vieira e aos professores e treinadores Maria João Paixão e Rui Cardoso.



Depois da atribuição dos Galardões a Gala prosseguiu com a entrega dos Prémios do Ano. O primeiro a ser distribuído foi um dos mais desejados pelos nossos praticantes, mas é também aquele que se encontra apenas ao alcance de alguns. Falamos do Prémio de Ginastas do Ano, que é atribuído apenas aos praticantes seniores, de cada uma das disciplinas, especialidades e género, que tenham representado o país com obtenção de pelo menos um resultado compatível com a atribuição do nível A de Alto Rendimento, pelas regras do IPDJ.


Filipa Martins (Ginástica Artística Feminina), Gabriel Albuquerque (Trampolim Individual), Joana Pinheiro (Ginástica Rítmica), José Nogueira (Ginástica Artística), Rui Cansado (Ginástica Aeróbica), Tiago Romão (Duplo Mini-Trampolim) e Vasco Peso (Tumbling) venceram nesta categoria. Assim como o Grupo Masculino de Ginástica Acrobática composto por Gonçalo Sampaio, João Teles, Nuno Santos e Vicente Colaço. 



Seguiu-se para a atribuição do Prémio Classe de GPT do Ano, onde se contabilizaram 28 classes elegíveis, sendo, por regulamento, atribuído a três classes. As vencedoras foram: “Mãe D’Água”, do Ginásio Clube Português, “Representação”, da Associação Grupo de Ginástica de Vouzela e “Top Acrogym”, do Gimnofrielas.

Com foco na inclusão de ginastas socialmente desfavorecidos e/ou de portadores de deficiência, a atribuição do Prémio de Ginástica Solidária foi entregue ao Clube A4 - Classe Total Gym.



No âmbito do treino, Bruno Nobre e Ruben Esteves venceram a categoria de Treinador Revelação do Ano depois de terem exercido responsabilidades diretas numa progressão assinalável do projeto desportivo do clube onde exercem funções, assim como Carlos Matias que ganhou o prémio de Treinador do Ano.


Já o Prémio de Juíz do Ano foi para João Oliveira, enquanto Ângela Correia e Luís Rodrigues venceram a categoria de Dirigente do Ano.



O Gimnoanima - APSC - Associação Desportiva de Sintra ganhou o Prémio de Clube do Ano depois de registar um maior aumento percentual do número de filiados em 2023 e a Associação de Ginástica de Lisboa arrecadou a categoria de Associação Territorial do Ano depois de ter registado um crescimento absoluto de 992 filiados.


O último Prémio a ser entregue foi para a área da Comunicação, com Nuno Matos, da Antena 1, a ser nomeado Jornalista do Ano.



Dos Prémios passou-se para os Reconhecimentos, com a entrega de um louvor às Câmaras Municipais de Loulé, Santarém e de Viana do Castelo pela cooperação no desenvolvimento de diversos eventos gímnicos. Rui Silva, da Escola Desportiva de Viana do Castelo, foi igualmente agraciado por ter abraçado, desde o primeiro momento, a organização da Festa Nacional da Ginástica integrada nas atividades da Cidade Europeia do Desporto 2023.


Os ginastas Leonor Januário, Campeã da Europa de Juniores de Ginástica Aeróbica, e Francisco José, Campeão do Mundo de Juniores de Duplo Mini-Trampolim também foram reconhecidos pelos títulos alcançados. O terceiro reconhecimento foi atribuído a Beatriz Almeida, em nome de um grupo de profissionais que prestam o seu apoio em competições e eventos, numa dedicação diária e extrema: os nossos fisioterapeutas.


A título póstumo foi ainda entregue ainda um Reconhecimento à família do treinador Jorge Dantes, através de uma sentida homenagem prestada por Duke Oliveira, treinador de ginástica.

 


Certo é que esta cerimónia não poderia acabar sem uma menção àquele que foi o maior evento gímnico do ano: o espetáculo “Gymillionaire” levado a Amesterdão, para a Gymnaestrada Mundial e que contou com a participação de ginastas provenientes de 21 clubes nacionais, num total superior a mil ginastas. Ficou assim prestado o devido agradecimento.



Foram ainda entregues as respetivas taças, aos vencedores da Liga Nacional de Clubes de Ginástica. Este projeto pioneiro teve como principal objetivo trazer para a modalidade ainda mais o sentido de equipa, de comunidade e de pertença por parte dos agentes gímnicos, em especial, ginastas, treinadores e clubes. O primeiro pódio foi assim composto pela Associação Académica de Coimbra (3º classificado), pelo Ginásio Clube Português (2º classificado) e pelo vencedor, o Sporting Clube de Portugal.



A Gala de 2023 terminou com a transmissão de um vídeo da autoria da Ginástica TV em homenagem a todos os pais, encarregados de educação e familiares que diariamente contribuem para a nossa modalidade.


A Federação de Ginástica de Portugal termina assim mais um ano com votos de Boas Festas e um excelente Ano Novo para toda a família gímnica.

836 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page